Para sempre

Até hoje, quando olho sua 
fotografia,
o meu corpo inteiro arrepia.
lembranças do intenso amor 
que, juntos, vivemos um dia.
E será assim, acredite:
em cada vida que eu tiver a chance
de viver, vou amar você.
Sempre com a mesma intensidade.
 como se fosse uma eterna
primeira vez.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Maria e José

É preciso insistir - sempre

Adeus, João de Deus