Só para dizer que te amo!


Num fim de tarde de uma tarde de cor laranja, 
Entre lágrimas, muitas lágrimas, disse adeus e parti.
Distante de você muita saudade senti.
Mesmo triste sabia que tinha de seguir,
Encontrar meu caminho,
Meu segundo lugar no mundo
O primeiro, bem sei, é o seu coração. 

É o seu colo de mãe.
Mas você me deu asas e me disse:
- Voe alto, minha filha!
Oh, Deus! Se existe oração mais linda, ainda não ouvi.
E eu voei, voei, voei. 
Ainda estou voando.
Muitas vezes, fraquejei, sofri, chorei,
Perdi as asas, caí, espatifei-me no chão.
Nesses momentos, porém, me lembrava de você.
Da força que carrega na alma.
Dos conselhos feitos de sábias palavras.
Dos olhos de anjo a me guardar mesmo de longe.
Da leveza do toque de suas mãos.
Do cuidado e do sorriso iluminado.
Então, ganhava as alturas outra vez.
Hoje, neste dia especial, o que posso dizer que você ainda não sabe?
Que queria lhe dar o mundo,
Mas só tenho um coração?
Que queria lhe dar a luz das estrelas,
E tenho apenas um par de olhos bem pequenos?
Ok, está dito.
Posso acrescentar ainda que,
Se isso não for o bastante, também tenho
Para você o meu riso, os meus braços abertos, o meu abraço,
O meu carinho e gratidão, a minha saudade,
A lembrança mais bonita, os meus versos,
O meu amor eterno.

Obrigada, minha mãezinha querida, te amo para sempre!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Maria e José

É preciso insistir - sempre

Adeus, João de Deus