O cupido impiedoso

... E foi assim que aconteceu.
O cupido impiedoso
Atirou sua flecha
Envenenada de paixão
Em direção
Ao meu coração.

Tiro certeiro.

E,  pronto.
Cá estou
Com o peito em chamas,

Queimando por um amor,
Por vezes real,
Por vezes ilusão.

Mas, pensando bem,
Talvez ele não seja
Tão ruim assim,

Pois,
Sem amor,
Sem paixão,
Sem fantasia,
Sem fogo,

O que seria de mim?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Maria e José

É preciso insistir - sempre

Adeus, João de Deus