A prática do verbo amar

 
-->
       Será que realmente sabemos o verdadeiro significado do verbo amar? Ou será que somos seres presos a emoções irreais apenas para não vivermos em vão? Será que amar é abrir mão de viver a própria vida em favor de outra pessoa? Será que podemos chamar de amor sentimentos que levam um individuo a querer a morte se esse não for correspondido? 
         
O que é certo é que tudo em nossa existência é um grande ponto de interrogação. Somos especiais porque raciocinamos, porque nos inquietamos, porque somos imperfeitos? Somos especiais porque sentimos amor, raiva, alegria, tristeza? Talvez. Ou talvez especiais sejam os animais irracionais que não precisam se questionar sobre suas ações e reações. Eles simplesmente seguem seus instintos, sem culpa, sem dor, sem medo.

        Será que praticamos o verbo amar? Será que estamos dispostos a doar sem a pretensão de receber na mesma proporção? De nos entregar ao outro ou a causas diversas sem esperar nada em troca? Talvez, em vez de ficarmos o tempo todo tentando encontrar respostas para tudo o ideal fosse nos entregarmos de corpo e alma à vida e seus mistérios. É impossível passar ileso poe ela. Ninguém é inescapável de nada.  

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Maria e José

É preciso insistir - sempre

Adeus, João de Deus