A viagem

Projetei minha alma para o infinito,
Viajei.
Foi apenas por um minuto,
Mas estive lá.

Nesses poucos segundos,
Fui parte dos mistérios profundos
Das galáxias.
Fui inteiramente parte de lá.

A mágica do momento vivido
Revela-se no brilho de meus olhos
Tão diminutos,
Mas que por um instante
Conheceram a perfeição,
O inimaginável, o inacreditável.

Eu estive lá.
E jamais sentirei
Que não faço parte da arte
De viver, verdadeiramente, no esplendor
Do que parece impossível.

Não, não foi um sonho.
Tampouco a realidade
De que se tem conhecimento
A humanidade.

Foi algo que não se conhece,
Que não se repete.

O que vi, guardei em mim.
E foi assim que descobri
Que meu céu é único,
Só eu o conheço e posso alcançar.
Acredite, eu estive lá.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Maria e José

É preciso insistir - sempre

Adeus, João de Deus