... E tudo vem e vai


E tudo vem e vai.
A infância. 

As ondas. 
O amor. 
A vida.

E tudo marca.


A esplendorosa e angelical magia de ser criança. 
A beleza e imponência inconsciente do mar.
A infinita e ingênua ilusão da matéria. 
A fascinante e misteriosa dualidade da existência.


E Tudo é tão perfeito, 
Dentro do imperfeito.

E tudo vale a pena.
  

Independentemente do tempo, 
Do espaço, 
Do sentimento.

Existir é aventurar-se.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Maria e José

É preciso insistir - sempre

Adeus, João de Deus